A completar dois anos de existência, o Prémio Municipal Espirito Empreendedor, implementado pela Câmara de Odemira, em 2015, já apoiou 60 projetos em várias áreas e criou perto de oitenta postos de trabalho. Os prémios referentes a 2017 foram entregues, este domingo, no âmbito da Feira das Atividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira.

Distinguir as melhores ideias e estimular o empreendedorismo são dois dos objetivos de um projeto que, quando arrancou, tinha “expetativas altas”, reconheceu o vice-presidente da Câmara de Odemira, Ricardo Cardoso satisfeito por atingir o patamar pretendido.

“Já temos oitenta processos entrados e, neste momento, 60 desses processos já foram aprovados e já estão em funcionamento por todo o território, ou seja dez das 13 freguesias já tiveram projetos aprovados em várias áreas como a restauração, alojamento, animação turística, transformação de produtos endógenos e comércio, e, o número dos postos de trabalho – 78 – deixam-nos naturalmente felizes”, sublinhou o autarca.

 

De acordo com Ricardo Cardoso, a intenção da Câmara Municipal de Odemira é “apostar no comércio local e nos pequenos negócios” que muitas vezes precisam de “um click” para serem postos em prática. “Haveriam projetos que iriam avançar na mesma e outros que nunca avançariam” sem a candidatura ao Prémio Municipal Espirito Empreendedor.

“Este programa não é apenas apoio financeiro, temos a possibilidade de apoiar em termos de instalações, na redução de taxas municipais ou até na sua isenção e portanto há um conjunto de apoios que de uma maneira complementar ou coordenada entre eles faz com que as pessoas consigam implementar a sua ideia”, acrescentou.

 

Este ano, na categoria ‘Novas Iniciativas Empresariais’ venceu o projeto ‘Cabeleireiro Móvel’, de Lina Brissos, lugar de Vale de Água, Monte da Estrada, Relíquias. Em segundo lugar, o projeto ‘Atividade Marítimo Turístico’, de José Brás, Vila Nova de Milfontes e, em terceiro lugar, o projeto ‘Fabricação de Chocolate Artesanal, de Salamoa, lda, Odemira.

 

O ‘Prémio Inovação’ foi atribuído ao projeto ‘Zupa-Crazy Balls’, de José Carvalho e a ‘Ideia Empreendedora e Criativa’ foi ganha pela promotora Tânia Neves que candidatou o projeto ‘Odemira + Perto’ – Promoção de Serviços e Venda de Produtos Locais via Online, Sabóia.

O Prémio Municipal Espirito Empreendedor, está “aberto de forma permanente” sem “avisos de concurso” e “restrições” ao envio das candidaturas e o apoio financeiro cifra-se nos 10 mil euros.

Previous Workshops, showcookings, concursos de animais, prémios e Rita Red Shoes encerram FACECO
Next Há cerveja artesanal com sabor a pão, alecrim e oregãos para provar na Faceco