A exposição ‘Património Arqueológico’ do concelho de Grândola, patente num dos pavilhões da Feira de Agosto, em Grândola, reúne um conjunto de peças, imagens e artefactos que comprovam a presença do Homem na região desde o mesolitico ao período contemporâneo.

DIÁRIO DA FEIRA | FEIRA DE AGOSTO © Helga Nobre

“Está organizada cronologicamente e obrigou a um trabalho com mais de um ano. Para além da parte museológica existem alguns equipamentos que foram adquiridos, como é o caso das maquetas – uma sobre a construção do monumento megalítico e outra sobre o período romano”, adiantou ao Diário da Feira, Carmen Carvalho, técnica do serviço cultural da Câmara de Grândola.

 

A maqueta da antiga vila romana de Troia, patente na exposição, permite “perceber quais são os espaços, como eram construídos, a sua dimensão e como era realizado o trabalho” nas ruínas romanas de Troia, adiantou a responsável.

DIÁRIO DA FEIRA |  © Helga Nobre

A arqueologia subaquática é outro dos projetos em destaque na exposição. Carmen Carvalho, explicou ao jornal digital ‘Diário da Feira’ que se trata de uma parceria entre a Câmara de Grândola e o Instituto de Arqueologia e Paleociências da Universidade Nova, desde 20011, que tem como objetivo “preservar, salvaguardar e identificar embarcações que naufragaram na nossa costa” para ” elaborar uma carta arqueológica, entre o estuário do Sado e Melides, onde possivelmente se encontram essas embarcações medievais, clássicas e pré-clássicas”.

DIÁRIO DA FEIRA | EXPOSIÇÃO ARQUEOLOGIA | FEIRA DE AGOSTO © Helga Nobre

A exposição olha para o futuro, com a construção do Núcleo Museológico dedicado à arqueologia que terá a Igreja de São Pedro como ‘casa-mãe’. De acordo com Carmen Carvalho, é o resultado de uma campanha arqueológica que se realizou, entre 2010 e 2011, e onde foram escavadas cerca de trinta e sete sepulturas e exumados mais de quarenta indivíduos. “Todo este espólio vai ser estudado para fazer parte deste Núcleo”, acrescentou.

 

Algumas das peças em exposição pertencem ao município, outras foram cedidas pela SONAE, através da Estação Romana de Troia e as restantes estão espalhadas pelo país.

A exposição pode ser visitada até à próxima segunda-feira, no âmbito da Feira de Agosto em Grândola.

 

Previous Cortiça para todos os gostos na Feira de Agosto em Grândola
Next Corrida de Toiros, animação de rua e Matias Damásio no quarto dia da Feira de Agosto