O número redondo dos cem mil visitantes vai ser alcançado no último dia da Feira de Agosto, em Grândola, que recebe o concerto dos Resistência, para encerrar a grande feira do Alentejo Litoral.

“Não sou só eu que o digo, mas ouvimos os visitantes dizê-lo que todos os dias o recinto recebeu muita gente, os espetáculos têm estado cheios de público e do ponto de vista da adesão e da segurança na feira não podemos estar mais satisfeitos”, sublinhou o presidente da Câmara de Grândola, num balanço provisório ao jornal Diário da Feira.

Além do cartaz musical, que é o grande cartão de visita do certame, António Figueira Mendes diz que há mais atrativos para visitar uma feira que tem tradição. “Não são apenas os espetáculos, a feira atrai muitos visitantes que durante o dia aproveitam para fazer compras na feira franca, comer nas tasquinhas e hoje não tenho duvidas que vai ser outra grande noite”.

 

Do ponto de vista económico, o certame revela-se de “extrema importância” uma vez que, durante os cinco dias, a vila de Grândola enche-se de visitantes.

“Os restaurantes estão cheios, dentro e fora da feira, a hotelaria há muito que está lotada e isso reverte-se a favor da economia” do concelho.

A pensar em 2018, o autarca diz que Grândola “tem obrigação de fazer da sua feira uma feira sempre melhor”.

 

Com um orçamento de 400 mil euros, mais de 300 expositores espalhados por cerca de sete hectares, onde existem zonas de tasquinhas e restauração, feira franca, espaço de maquinaria agrícola, picadeiro, exposição de gado e divertimentos, a Feira de Agosto despede-se ao som dos Resistência.

Previous 'Baía dos Golfinhos' vence segunda edição do 'Prémio Jovem Empreendedor'
Next Feira 'AR PURO' traz novidades e atividades para todos os gostos em Grândola